<< Voltar

Homeopatia e odontologia

1. O que é Homeopatia?
 
A Homeopatia é uma terapêutica que se desenvolveu através da história, desde Hipócrates até Hahnemann, médico alemão que a propôs, no final do século XVIII.
 
É um sistema científico-filosófico bem determinado, com metodologia de pesquisa própria, apoiada na experimentação clínica de medicamentos homeopáticos. Tal processo de experimentação é realizado em indivíduos sadios, para depois, através do Princípio da Semelhança, utilizá-los em indivíduos adoecidos. Em outras palavras: existem na Natureza substâncias nos reinos Vegetal, Animal e Mineral, que podem provocar no indivíduo sadio sinais e sintomas bastante característicos. Essas substâncias quando preparadas pela farmacotécnica Homeopática, através de diluições e agitações, podem curar sinais e sintomas apresentados no sujeito adoecido.
 
2. Qual o princípio de atuação do medicamento homeopático?
 
Inúmeras pesquisas têm sido desenvolvidas para explicar a ação do medicamento homeopático, tais como, a teoria da formação de clusters ou envelopes poliméricos de moléculas de água, com especificidade topológica e estabilidade temporal, atuando nos mesmos receptores do organismo, sensíveis à substância matriz ou à possibilidade de transmissão de uma assinatura eletromagnética específica de determinada substância para a água ou outro meio, ao qual o ser vivo é sensível ou ainda, explicações baseadas na física quântica.
 
3. Qual a diferença entre Homeopatia e Fitoterapia?
 
A Fitoterapia utiliza exclusivamente princípios ativos de plantas medicinais em dose ponderal. A Homeopatia, além dos princípios ativos de origem vegetal, utiliza outros de origem mineral e animal, sendo todos submetidos a uma técnica de preparo própria como foi explicado anteriormente. Assim, os bochechos com folhas de malva ou a aplicação tópica de própolis, não são práticas da Homeopatia.
 
4. Podemos aplicar Homeopatia na Odontologia?
 
Existem inúmeras situações em que o medicamento homeopático pode ser prescrito, auxiliando nas diversas especialidades odontológicas. Em Estomatologia, por exemplo, no controle e diminuição das afecções de aftas recorrentes em Periodontia, colaborando com os procedimentos no tratamento da doença periodontal no pré e pós-operatório de procedimentos cirúrgicos, além de possibilitar o controle da ansiedade e medo do tratamento odontológico. A Homeopatia tem por objetivo promover a saúde do indivíduo no que se refere à prevenção de doenças e à percepção que o indivíduo possui de si mesmo e do meio em que está inserido, pois, ao passar pela anamnese homeopática, percebe a importância de se observar, de se conhecer, para que possa transmitir isso ao profissional, que busca compreendê-lo, para eleger o medicamento homeopático que irá resgatar seu equilíbrio, dentro do conceito saúde-doença.
 
5. A Homeopatia é lenta? Seu efeito demora?
 
Existe uma certa confusão neste aspecto. Nas doenças agudas, a ação do remédio será rápida, muitas vezes surpreendentemente rápida. Nas doenças crônicas, nenhum tratamento é rápido e o mesmo acontece na Homeopatia. O paciente crônico chega com uma série de alterações devido a intervenções anteriores além de obstáculos à cura que existem, por exemplo, nas doenças iatrogênicas. O tratamento, entendido como um reequilíbrio geral do paciente, pode às vezes ser mais demorado, pois respeita os processos naturais, mas plenamente justificável pela proposta de cura definitiva do caso, sem manifestações tóxicas ou efeitos indesejáveis.
 
REVISTA APCD Mar /Abr 2008 Vol. 62 Nº 2